Me chame pelo Whatsapp!
Saiba o que é NFe e qual a sua importância
22/9/2014

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) ainda gera muitas dúvidas entre empresários, mas não chega a ser um bicho de sete cabeças. O sistema nada mais é do que a substituição do papel pelo meio digital. Assim como antes, a NF-e serve para registrar, para fins fiscais, a comercialização de produtos e serviços. Apesar da resistência do setor no início devido aos investimentos demandados, essa modernidade acabou por trazer muitos benefícios. Abaixo vamos explicar melhor o que significa a NF-e e quais as vantagens em adotá-la. Confira!

 

O que é?

O sistema foi criado para substituir a nota fiscal em papel, integrando todas as partes envolvidas, ou seja, órgão de fiscalização (Secretaria da Fazenda), a empresa em si e escritórios de contabilidade. Isso é feito por meio de um programa gerador de notas fiscais que permite a comunicação entre os envolvidos via internet. Atenção que o sistema só substitui as notas da série 1 e 1A - transporte ou revenda. Não substitui as notas fiscais de série D - consumidor final (as notas de balcão), nem os Cupons Fiscais. Esses últimos também estão ganhando versões eletrônicas, mas não trataremos aqui.

É importante notar que a NF-e refere-se às atividades de comércio e indústria e é regulada pelo estado. A Nota Fiscal Eletrônica que regula serviços depende de regulamentação de cada município. Outra observação importante é que as empresas emitentes de NF-e precisam adquirir uma assinatura digital e, para isso, comprar um certificado junto a uma Autoridade Certificadora (AC), como a Receita Federal, a Caixa Econômica, Serasa e algumas entidades privadas autorizadas.

 

A adesão é obrigatória?

A NF-e é obrigatória para empresas com atividades de indústria, de comércio atacadista ou distribuidoras, para empresas que comercializam com órgãos públicos e para as que enviam mercadorias para fora do estado. A obrigatoriedade se dá pela atividade econômica e não pelo tamanho da empresa. Portanto, pequenas e médias também devem aderir. Já as empresas que não são obrigadas podem aderir voluntariamente. A tendência é que seja obrigatório para todos os setores em pouco tempo.

 

Gestão mais eficaz

Em um primeiro momento acreditou-se que a NF-e só traria benefícios para o governo, que teria mais controle sobre a arrecadação de impostos. Mas não, o sistema pode trazer melhorias na gestão, pois facilita o armazenamento e recuperação de informações. Além disso, a NF-e pode ser integrada a ferramentas de gestão de vendas, controle de estoques, dando uma visão geral mais precisa sobre os resultados financeiros da empresa.

 

Redução de custos e credibilidade

A implementação do software, a compra do certificado digital e o tempo para aprender a manipular com certeza vão custar dinheiro. Só que é um gasto único. Imagine tudo que vai ser economizado em papel, impressão e armazenamento? Além disso, empresas que usam a NF-e passam uma imagem de modernidade e mais credibilidade junto aos clientes.

 

A sua empresa já aderiu a Nota Fiscal Eletrônica? Como tem sido? Compartilhe a sua experiência com a gente através dos comentários abaixo! E não deixe de acompanhar o nosso blog!

Não há comentários para este post, seja o primeiro!
Nome
E-mail
Seu e-mail não será exibido.
Comentário
© Copyright 2021 | Arte Minas Bordados - Todos os direitos reservados      CNPJ: 71.174.213/0001-88